fbpx
Home Carreira médica Voluntariado em hospitais: saiba mais e veja como participar

Voluntariado em hospitais: saiba mais e veja como participar

por IEFAP
voluntariado em hospitais

Você já pensou em realizar voluntariado em hospitais, mas por um motivo ou outro sempre acabou adiando o projeto? Fundamentais na promoção da qualidade de vida e bem-estar dos pacientes, esses profissionais afirmam que o tempo dedicado a essas atividades acabam se revelando, na verdade, motivo de extrema satisfação pessoal.

“Cuidar de pacientes em minha terra natal, a Coreia do Sul, é sempre estressante. Machuca quando os pacientes dizem que não confiam em mim quando estou dando meu melhor para cuidar deles” explica o Dr. Hong Park Jin, diretor de pediatria na cidade sul-coreana de Geoje e vice-presidente de voluntariado médico da Comunhão Internacional de Jovens (IYF) no Quênia e Tanzânia  ao site da instituição.

“Entretanto, os quenianos e tanzanianos confiavam em nós e pareciam felizes. Eu pude esquecer totalmente a fadiga quando tratava deles. Depois de ver como eles confiavam seus corpos, percebi que eu estava sendo recompensado mais do que eu jamais pude imaginar”, completou.

Para o cirurgião geral Rolland Duarte, que dedica uma semana do ano a atender comunidades carentes na Bahia, o voluntariado é também uma maneira de exercer a medicina em seu sentido mais global.

“Ser voluntário é a oportunidade de exteriorizar o que temos de melhor dentro de nós. É a época do ano em que me sinto um médico completo, cumprindo minha função de forma mais ampla. Vou com a intenção de servir e volto sempre com a sensação de que fui servido”, contou em entrevista ao site da organização Voluntários do Sertão.

Além de médicos, profissionais de diversas áreas podem engajar-se em ações de voluntariado em hospitais e contribuir para a humanização do atendimento em saúde. Atores, músicos, enfermeiros, advogados: basta ter boa vontade e reservar uma parte do seu tempo para dedicar-se ao próximo. Saiba mais!

Conheça alguns programas de voluntariado em hospitais e entenda como participar

1. Voluntário Médico Good News

A iniciativa da Comunhão Internacional de Jovens (IYF), organização não governamental global de base cristã presente em mais de 80 países, tem como objetivo principal oferecer tratamento médico e educação básica em saúde para a população carente e vítimas de desastres naturais.

O Voluntário Médico Good News (GNMV) iniciou suas atividades em países da África em 2008 com apenas 7 profissionais. Ao longo dos anos, o programa ganhou popularidade e em 2011 conseguiu atender mais de 30 mil pessoas em locais como Gana, Togo, Quênia, Ruanda, República Dominicana e Haiti, país que foi vítima de um terremoto de grandes proporções em 2010.

Entre as principais ações desenvolvidas pelo GNMV destacam-se o fornecimento de suprimentos médicos, a promoção da educação sanitária. Também realizaram o estabelecimento de hospitais locais e escolas médicas para que essas comunidades possam atuar de maneira autônoma e, no futuro, contribuir para o acesso à saúde em outras partes do mundo.

Como participar: mais informações sobre o programa de voluntariado desenvolvido pela Comunhão Internacional de Jovens podem ser obtidas na página da instituição.

2. Doutores da Alegria

O programa de voluntariado em hospitais que usa a arte do palhaço para melhorar a qualidade de vida e bem-estar dos pacientes em situação de vulnerabilidade em instituições públicas. Ele surgiu em São Paulo no início dos anos 90, quando o ator Wellington Nogueira voltou de uma temporada de estudos em Nova York, onde conheceu a iniciativa Big Apple Circus Clown Care Unit.

De lá para cá, os Doutores da Alegria já realizaram mais de 1 milhão e 700 mil visitas a pacientes em São Paulo e no Recife. Embora o trabalho realizado atualmente por 65 profissionais não seja voluntário, as apresentações são totalmente gratuitas para os hospitais e a organização sem fins lucrativos é mantida com a doação de pessoas físicas e empresas.


Além das intervenções realizadas com crianças, adolescentes e adultos, o grupo também conta com um projeto de plateias hospitalares, em que companhias artísticas selecionadas pelos Doutores se apresentam mensalmente em hospitais públicos do Rio de Janeiro.

Como participar: pessoas físicas e jurídicas podem realizar doações em modalidade única ou regular. O grupo também conta com uma loja com produtos como camisetas e canecas que ajudam a arrecadar recursos para manutenção da organização. Para mais informações, acesse a página dos Doutores da Alegria.

3. Hospital Samaritano de São Paulo

Essa instituição possui mais de 120 anos de atividade e é referência no atendimento humanizado em saúde. Ela conta com um programa de voluntariado em hospitais com 11 grupos em atividade e cerca de 100 voluntários das mais diversas áreas. Eles atuam na promoção do bem-estar dos pacientes. Saiba mais sobre eles:

  • Acolhimento: o grupo reúne músicos que se dispõem a tocar piano e violino na entrada do hospital, tornando mais prazerosa a experiência de usuários e acompanhantes.

  • Brinquedoteca: os voluntários desse grupo dedicam-se às atividades recreativas com pacientes infantis em atendimento ou internados.

  • Hemorrecreação: grupo de voluntariado em hospitais destinado a desenvolver atividades lúdicas com crianças em atendimento na hemodiálise.

  • José Pereira Achao: o grupo atua no apoio a pacientes internados e seus acompanhantes realizando bate-papos, leituras e artesanato.

  • Medicina Diagnóstica: reúne voluntários que prestam suporte ao atendimento para a realização de exames agendados.

  • Operação Amor: caracterizados de palhaço, esses voluntários desenvolvem atividades recreativas na ala infantil.

  • Refuá Shlemá: acompanhadas de um rabino, as voluntárias desse grupo prestam orientação religiosa à comunidade judaica.

Além disso, o Hospital Samaritano de São Paulo também atua em conjunto com grupos parceiros de voluntariado em hospitais. Entre esses parcerios podemos citar a Associação Viva e Deixe Viver e os Doutores Palhaços. Eles contam histórias e desenvolvem atividades lúdicas com pacientes infantis.

Como participar: para fazer parte das atividades desenvolvidas diretamente pela instituição é preciso cumprir alguns pré-requisitos, como ter mais de 18 anos.  Além disso, o candidato passa por um processo seletivo dividido em três etapas e realizado geralmente duas vezes por ano. Para saber mais, acesse a página do Hospital Samaritano de São Paulo. 

4. Voluntários do Sertão

O programa de voluntariado em hospitais tem como objetivo levar atendimento de qualidade para regiões carentes da Bahia.

A ação é itinerante e acontece anualmente. Durante uma semana, são realizadas cirurgias de pequena e média complexidade, consultas médicas e odontológicas, exames e entrega de medicamentos por uma equipe voluntária multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros e psicólogos.

Caminhões, aviões e vans viajam pelo país para realizar uma verdadeira maratona de atendimentos. Essa é uma das maiores ações de saúde e cidadania do interior do estado. A edição de 2018 aconteceu na cidade de Santaluz  e beneficiou mais de 45 mil pessoas.

Como participar: as inscrições para a seleção de voluntários são feitas por meio do site da instituição. Para saber mais, acesse a página dos Voluntários do Sertão.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre as possibilidades de voluntariado em hospitais? Saber como elas podem ajudar pacientes no Brasil e no mundo? Se você está em busca de aperfeiçoamento profissional para poder ampliar sua contribuição na medicina, conheça os cursos de Pós-Graduação do IEFAP!

Pos graduacao em medicina IEFAP

Artigos relacionados

Deixe um Comentário