fundo parallax

Pós-Graduação em Endocrinologia: umas das principais da Medicina

médico empreendedor
6 dicas para ser um médico empreendedor
7 de maio de 2019
Lúpus Eritematoso Sistêmico
Lúpus Eritematoso Sistêmico: avanços para o tratamento
15 de maio de 2019
 

Você já pensou em cursar uma Pós-Graduação em Endocrinologia? O curso é uma das alternativas para quem deseja atuar na especialidade, uma das mais promissoras da área médica, já que conta com um mercado de trabalho amplo e aquecido.

Pensando nisso, criamos esse post. Nele, você vai saber um pouco mais sobre a especialidade, entender como funciona a rotina de um endocrinologista e descobrir as vantagens de cursar uma Pós-Graduação em Endocrinologia. Acompanhe a leitura!

O que é Endocrinologia?

A Endocrinologia é a especialidade da Medicina que tem como objetivo estudar o funcionamento e as enfermidades que acometem o sistema endócrino, conjunto de glândulas que produzem os hormônios, substâncias que regulam uma série de órgãos e funções do organismo.

Embora possa orientar o tratamento de qualquer distúrbio hormonal ou metabólico, o endocrinologista atua mais fortemente no tratamento da obesidade, das desordens da hipófise, do câncer e de alterações no ciclo menstrual.

Além disso, o profissional também acompanha, frequentemente:

  • pacientes com diabetes;
  • ovários policísticos;
  • osteoporose;
  • distúrbios de crescimento ou da puberdade;
  • pessoas acometidas por enfermidades como doença de Cushing ou doença de Addison.

Por se tratar de uma área tão ampla, a endocrinologia possui diversos ramos de estudo, como:

  • endocrinologia feminina, masculina e infantil;
  • neuroendocrinologia;
  • tireoide;
  • obesidade;
  • adrenais;
  • tumores neuroendócrinos;
  • metabolismo dos carboidratos e síndromes poli glandulares, por exemplo.

Como é a rotina de um endocrinologista?

O especialista em Endocrinologia pode atuar em hospitais públicos e privados, postos de saúde, clínicas, abrir seu próprio consultório ou dedicar-se à atividade acadêmica, ministrando aulas ou dedicando-se à pesquisa.

Em geral, a rotina do endocrinologista consiste em dar atenção básica ao paciente, realizando diagnósticos, prescrevendo tratamentos e fazendo o acompanhamento de cada caso.

Adicionalmente, o profissional também pode atuar realizando procedimentos de menor complexidade ou mesmo intervenções cirúrgicas.

Qual é o perfil esperado de um endocrinologista?

Por ser uma especialidade com ampla gama de possibilidades, a endocrinologia oferece excelentes oportunidades para profissionais com os mais variados perfis. Ou seja, desde os recém-formados que estão buscando uma área dinâmica e com alta demanda de médicos para realizar sua primeira especialização até aqueles com mais bagagem que desejam dar novos rumos  à carreira.

Por se tratar de uma especialidade que atende pacientes com perfis bem variados, é desejável que o profissional tenha boa capacidade de comunicação interpessoal e  tranquilidade para lidar com aqueles mais resistentes aos tratamentos. Isso significa aqueles que precisam, além do tratamento e prescrição medicamentosa, mudanças de hábitos e estilo de vida.

Em geral, como a especialidade costuma abordar o controle e tratamento de doenças complexas ou crônicas, o contato do endocrinologista com o paciente costuma ser de longo prazo. Isso possibilita um estreitamento do relacionamento e facilita a fidelização ao consultório.

Como é o mercado de trabalho para o endocrinologista?

Há um grande aumento diabetes e da obesidade no Brasil. De acordo com dados do Ministério da Saúde, 18,9% da população do país é obesa, e esse percentual é 60,2% maior que em 2006, quando a pesquisa foi realizada pela primeira vez. Isso é um dos fatores que faz com que a busca por profissionais da Endocrinologia tenha aumentado.

Segundo informações da Demografia Médica no Brasil 2018, divulgada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), o país conta atualmente com 5.210 especialistas em Endocrinologia e Metabologia. Isso corresponde a apenas 1,4% do total de médicos especialistas em atividade. Desse modo, o mercado se mantém aquecido e crescente.

A Pós-Graduação em Endocrinologia surge com uma alternativa interessante para profissionais que desejam ingressar na especialidade com uma formação sólida e moderna. Por se tratar de uma área em constante atualização, é bastante comum que sejam desenvolvidas novas opções de tratamentos para antigas disfunções.

Como funciona a Pós-Graduação em Endocrinologia?

A Pós-Graduação em Endocrinologia tem o objetivo de aprofundar os conhecimentos de profissionais médicos no funcionamento do sistema endócrino bem como no tratamento e acompanhamento de suas enfermidades.

Para tanto, o curso de especialização lato sensu utiliza-se tanto de fundamentos teóricos como de treinamento prático e multidisciplinar. Isso permite que o pós-graduado tenha uma formação completa, deixando-o habilitado para diagnosticar e tratar patologias da área, e também interpretar exames ligados à especialidade.

O curso de Pós-Graduação em Endocrinologia é regulamentado pelo Ministério da Educação, que por meio do Conselho Nacional de Educação estabelece uma carga horária mínima de 360 horas. Também é exigido que o corpo docente seja formado por no mínimo 50% de professores com título de mestre ou doutor.

Durante a Pós-Graduação em Endocrinologia, o aluno terá acesso a uma grade curricular bastante variada, que abrange temas como:

  • introdução à endocrinologia;

  • obesidade;

  • síndrome metabólica;

  • dislipidemias;

  • diabetes mellitus – introdução e complicações;

  • diabetes mellitus – tratamento;

  • exame físico em endocrinologia;

  • metodologia da pesquisa científica;

  • tireoide;

  • adrenais;

  • neuroendocrinologia;

  • metabolismo mineral e doença óssea metabólica;

  • endocrinologia pediátrica;

  • sistema reprodutor;

  • nutrição básica e metabolismo;

  • endocrinologia no esporte;

  • endocrinologia em condições clínicas específicas;

  • estudo integrado de casos clínicos em endocrinologia.

Ao final da Pós-Graduação em Endocrinologia, o aluno estará plenamente capacitado a prestar a prova de títulos promovida pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). Se aprovado, o pós-graduado receberá o título de especialista em Endocrinologia oferecido pela entidade.

Para que isso aconteça, no entanto, é fundamental eleger uma instituição de ensino de qualidade superior, com infraestrutura completa e corpo docente altamente qualificado. Isso garante uma troca de experiências rica com profissionais com grande bagagem teórica e prática e torna ainda mais fácil a inserção no mercado de trabalho.

Como você pode ver, cursar uma Pós-Graduação em Endocrinologia é uma excelente alternativa para quem deseja trabalhar em uma especialidade médica com rotina dinâmica, amplas possibilidades de atuação e boas oportunidades de carreira.

Gostou de saber um pouco mais sobre o trabalho do endocrinologista e a importância da Pós-Graduação em Endocrinologia para quem deseja atuar nessa área? Se você deseja ingressar em um mercado tão promissor, não perca mais tempo e conheça agora mesmo o curso oferecido pelo IEFAP!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *